Diligere

Aquele sufoco
Aquela falta de ar
Aquele frio que desce

Aquilo que não para de pulsar

Aquele suor
Aquele tremor
Aquele bambear

Aquilo tudo que acontece
Quando não há o que pensar

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Hominum

Eis que o homem nasce
E chora
E cega
E mama e cresce
Caminha e cai
Levanta e corre
E torna a cair
E cresce um pouco mais
Morde com olhos, sente com os dentes
E vê no outro, o que o outro viu antes
E corre mais do que pode
Ate cansar, e corre um pouco mais
E por vezes se alegra, outras nem tanto
E ele para, pensa, mas só um pouco
E agora caminha
E vai por partes altas e baixas
Outras bem planas e plenas
E resolve mudar.
E torna a correr
Corre na direção que acha que deve
E cresce no caminho

e
tudo
para.

Outro caminho podia ter sido, ele se pergunta ? Talvez, responde.

E agora ele caminha pensativo.

Onde vai dar esse caminho ?

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Desiderium

Preciso de algo que de súbito susto me tome o ar
Me faça, de tempos em tempos, parar para pensar
E que tão logo cedo for, me deixe leve respirar

E quando todo ar lhe distrair
Que o faça breve, sem avisar
Pois lhe segurar não posso
Nem quero

 

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Transierunt

Já teve um tempo que passava tudo devagar, feito slow motion, e teve tempo que passou tanto que pareceu não passar. Dai o tempo voltou.

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Fuge

Sabe sentir os músculos da perna
Todos eles ?
Se contraindo
Como é o nome daquele maior ? Quadriceps
Sentir ele pela perna
Puxando os outros
A panturrilha
Alongando o pé
É bom, é muito bom
Esforçar até cansar
E continuar pedalando pra descansar
Dar aquele sprint
E passar por todo mundo
Causando vento na passagem
Se esgueirar
Se inclinar
Baixar a cabeça
Sentir o vento
Zunindo pelo ouvido
Enquanto as maquinas nas pernas bombeiam mais velocidade
Segurar firme no guidão
Tão firme
Que você não sente a força
Sentir as rodas
Tocando o chão
Sobrevoando pequenos buracos
E quando você vê aquele maior
Você pula
Com tudo
Você e a bike
No ar
Naquele miléssimo de segundo
Quando nada lhe impede
Isso
Isso é bom
É a melhor parte
É realmente indescritível

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Amare

Quero algo que me, parar, respirar faça
Meu, transpirar, corpo
Olhos, entontecer…

Algo, breve, que, tremer, minhas mãos faça
Quero aquilo, aquela…

Palpite, cardio, rápido
Girar, tudo!

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos

Videre

O prever, pre-ver, ver primário, ante-ver, não é nada mais que imaginar.

Imaginário este, que baseado em fatos,

fatos se tornarão,

e só então entoaremos tons tenuosos, como:

~eu sabia~.

Saber, porém, experiência convém,

pois,

todo imaginado ora antes, houve de ser visto, ou vislumbrado,

consegue percever ?

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos